AEOS recebeu o 8.º encontro nacional "Pesquisa que ensina"

Visitas: 1491

b_300_200_16777215_00_images_Ano_letivo_17-18_3Periodo_foto_principal_rato_2018.pngNo dia 28 de junho 2018, realizou-se o 8-º encontro nacional da “Pesquisa que ensina” na Escola Monsenhor Miguel de Oliveira, em Válega.

 

Para que se perceba melhor o que se passou, aqui vai um bocadinho da história deste concurso a nível nacional e no qual o Pré-Escolar e o 1.º Ciclo do AEOS,  participa desde 2013. A Fundação Vox Populi, entidade promotora do evento, foi instituída com o propósito de promover o uso pedagógico dos estudos de opinião e estimular os jovens nas escolas e nas universidades, para a utilização dos instrumentos de recolha de opinião pública, prosseguindo com fins de carácter educacional, académico e de cidadania e responsabilidade social no domínio dos estudos de opinião. Ao longo dos anos, a Fundação tem vindo a afirmar a sua vocação sobretudo na área educacional, desenvolvendo e apoiando diversos projetos que, na sua grande maioria, se centram na EDUCAÇÃO, o Nepso e o Rato de Biblioteca. Intervém também na área da sustentabilidade, apoiando projetos específicos e promovendo a recuperação de artes manuais.


Este ano o Agrupamento de Escolas de Ovar Sul recebeu a final dos concursos Rato de Biblioteca e Nepso, com  a presença de diferentes escolas nacionais e internacionais (num total de 21 projetos). O evento contou no seu programa com uma manhã dedicada às exposições dos trabalhos realizados e uma tarde repleta de apresentações em palco resumindo as temáticas dos projetos finalistas.
De Caminha chegou o tema “Um olhar sobre o mundo da água”, de Rates “Mudam-se os tempos mudam-se os paladares”; de Caldas das Taipas “Tatoos – Tatuagens – Descriminação em pleno sec. XXI”; “Clickbaiters”;  “Smartgirls – Consumo de gadgets. Os smartphones”; “Clichés- Estereótipos-Preconceito de género”; “Tradição e identidade alimentar”,  “Trio Boss – Grandes marcas uma questão de estilo?”; “E-buy – Compras on line em Caldelas” e “Alimunitas", de Elvas, Vila Boim  o projeto “Ervas do campo e gastronomia local”; de Vila Praia de Âncora “Plantas para comer, beber e melhor crescer”, de Vila Real – “À volta da mesa transmontana”, de Vila Nova de Cerveira, Covas “O poder da bolota”, de Portimão “Brinquedos- Pró menino e prá menina”; do Brasil “Petrópolis”, de Fornos de Algodres “Era uma vez um queijo, ontem, hoje e amanhã”, de Ponte de Lima “Viagem pelo mundo das urtigas”, de Almeida “A bôla doce”, de Lisboa “Comer bem pensar melhor” e pelo Agrupamento de Escolas de Ovar Sul (pré e 1.º ciclo), o que vou comer dirá como vou crescer”.

As aprendizagens foram imensas ao longo do ano letivo que agora terminou e todos ficamos mais ricos como pessoas, culturalmente e a nível académico, uma vez que os projetos são trabalhados em paralelo e em sintonia com os conteúdos escolares (em interdisciplinaridade).

Foi um dia de partilha de conhecimentos e de convívio salutar, onde reinou a boa disposição o profissionalismo e a amizade.
Mas a “festa” começou no dia anterior com a receção dos professores brasileiros, vindos do Rio Grande do Sul, que fizeram questão de visitar a Escola da Regedoura para se inteirarem de como funciona. Os alunos preparam apresentações  sobre variadíssimos trabalhos/temas desenvolvidos ao longo do ano e temos a certeza de que os visitantes gostaram imenso.

Para terminar apenas acrescentar que os alunos foram premiados com o Prémio de maior participação dos alunos do pré-escolar e 1.º ciclo.

Parabéns a todos e o nosso muito obrigado aos que nos ajudaram a concretizar este sonho.

Galeria fotográfica aqui.